Apresentação

Com mais de 250 anos, a Quinta do Bucheiro continua a ser totalmente independente, continuando orgulhosamente a pertencer à mesma família. A caminho do seu 3º centenário, a Quinta mantêm os mesmos terrenos e a mesma tradição: Produzir vinhos com uma qualidade superior.

Implantada no Vale do Pinhão, na região do Alto Douro, numa das mais afamadas sub-regiões da Região Demarcada do Douro, reconhecida pela sua exposição a Nascente à altitude de 220 metros e com cerca de 40 hectares de vinha, sendo esta totalmente mecanizada, esta localização particular encontra-se abrangida por um microclima único que contribui, decididamente, para a tipicidade e diferenciação dos vinhos da Quinta do Bucheiro.

E foi neste terreno privilegiado que em 1878, o Dr. Joaquim Pereira, em estreita colaboração com os mais notáveis investigadores franceses da época, como Planton, Lichamstein e Saliman, introduziu no Douro as “Videiras Americanas”, de que foi verdadeiro e ardente pioneiro.

As castas Touriga, Tinta Roriz e Tinta Barroca, para os Vinhos Tintos são juntamente com Malvasia Fina, Gouveio e Viozinho para os Vinhos Brancos as castas seleccionadas, entre as melhores da Letra A reunindo deste modo as condições óptimas para a produção de um vinho com uma qualidade ímpar.

O envelhecimento dos vinhos continua a ser feito nos seus velhos armazéns, dividindo-se o estágio pelos tonéis, pipas e meias pipas de Carvalho Francês, Americano e Português. Para os vinhos brancos não envelhecidos são utilizadas as cubas de inox.

O processo de engarrafamento é executado na Quinta por sistema automático e sanitizado após aprovação dos organismos reguladores e sob a responsabilidade do proprietário, Eng.º Enólogo, António Dias Teixeira.

Destaques